Páginas

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Bienal da Música da Funarte começa dia 27 de setembro

A principal novidade do evento (vide site oficial) é que, pela primeira vez, as obras apresentadas em estreia mundial no evento serão difundidas mundialmente pela Internet. Serão, no total, 72 peças a serem executadas entre os dias 27 de setembro e 06 de outubro.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Leda Alves fala sobre a OSR

A entrevista foi sobre o universo das artes cênicas e suas políticas municipais, mas, como revolveu todas as ações e pendências da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade do Recife, inevitavelmente a situação da Sinfônica do Recife teve de ser mencionada - e alguns fatos que o público não sabia foram mencionados.

Um diálogo franco, longe de qualquer tentação a virar conversa de comadres. As perguntas de Pollyanna Diniz, crítica de teatro aqui no Recife, não aliviaram. As respostas de Leda Alves também não foram pra escamotear ou "tergiversar", mesmo que se discorde dela.

Sou fã de ambas (não tenho contato de cunho pessoal com nenhuma das duas) e elogio a abordagem dos temas tratados. Um confronto desse quilate é raro no meio artístico atualmente.

Confira no blog Satisfeita, Yolanda?

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Concerto da OSR adiado

Por conta do blecaute ocorrido hoje à tarde, o primeiro concerto da Sinfônica do Recife sob regência de Marlos Nobre foi adiado para o dia 11 de setembro.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Prof. François Madurell no Recife

Convite de Cristiane Galdino, do DeMus UFPE, repassado por Manassés Bispo.


Prezad@s colegas, teremos conosco, nos dias 30 de agosto e 02 de setembro, o prof. François Madurell da Universidade de Paris-Sorbonne. Ele é professor de Musicologia, membro permanente do Observatório Musical Francês e responsável científico do Grupo de Pesquisa MUSECO: Música, Sociedade, ensino e cognição. É Pesquisador e orientador de mestrado e doutorado em temas transversais entre a musicologia, a cognição e o ensino, bem como em didática da Música. É membro do ISME History Standing Committee, desde 2010 (Mary McCarthy, Chair, University of Michigan) e é Expert do COFECUB (Comitê Francês de Avaliação e Cooperação Universitária e Científica com o Brasil). Tem uma vasta publicação na área e lança recentemente o livro “Les situations collectives dans le parcours d’apprentissage du musicien”. A programação segue abaixo. Por favor, divulguem em suas listas de contato e incentivem a participação dos estudantes.

30/08 (9h00-12h00) - Palestra sobre percepção da música contemporânea (tradução: Daniele Cruz) Local: auditório do 3º andar do CFCH

02/09 (9h00-12h00) - Palestra sobre metodologia de pesquisa (tradução: Carlos Sandroni) Local: mini 2 do CAC

Abraços, Cristiane

Convite para concerto de metais da OSUFPB


Prezados,

Convido todos para um concerto muito especial nesta sexta-feira (23/ago/2013), 20h, na Sala Radegundis Feitosa: Seção dos Metais da Orquestra Sinfônica da UFPB apresentando uma BIG BAND, sob a direção do Prof. Alexandre Magno. A "Big Band" interpretará vários gêneros da música popular, indo do jazz ao frevo, de Frank Sinatra a Moacir Santos e Severino Araújo.

Este será o décimo terceiro concerto da temporada 2013 da OSUFPB, um projeto desenvolvido pelo LAMUSI – Laboratório de Música Aplicada do CCTA-UFPB, coordenado pelo Prof. Heleno Feitosa "Costinha", em parceria com os Departamentos de Música e de Educação Musical. Mais outros doze concertos da OSUFPB e seus diversos segmentos estão programados até o final do ano, sempre às sextas-feiras, 20h, na Sala Radegundis Feitosa.

Abraços,

Eli-Eri Moura

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Concerto Nazareth Iluminado

O repertório do concerto Nazareth Iluminado, na Mimo 2013, já está definido. Além das peças tocadas por Rosana Lanzelotte (cravo), Caito Marcondes (percussão) e Luís Leite (violão), os textos de Beth Ritto darão uma cara diferente à apresentação. Confira seis das doze peças a serem tocadas: Atrevidinha (1889), Furinga (1898), Digo (1900), Batuque (1901), Odeon (1910) e Fon-fon (1913).

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

VI Concerto Oficial da BSCR 2013‏


Uma das mais populares obras do maestro e compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos, a Ária das Bachianas Brasileiras nº 5 é uma das atrações do repertório do VI Concerto Oficial – Temporada 2013 da Banda Sinfônica da Cidade do Recife, às 20h desta quarta-feira, 21 de agosto, no Teatro de Santa Isabel.

Com regência do Maestro Neneú Liberalquino, o concerto apresentará várias outras composições que concorreram para consagrar seus autores, como a trilha sonora do filme Indiana Jones, de John Williams, e uma coletânea de chorinhos de Pixinguinha e dois de seus não menos famosos parceiros: Vou Vivendo, Ingênuo e Segura Ele (Benedito Lacerda) e Lamentos (Vinícius de Moraes).

Além de focalizar obras de grandes mestres da música internacional, o concerto prestará uma homenagem ao músico de jazz norte-americano Benny Goodman – conhecido como “Mestre do Swing”, “O Professor” e o “Patriarca da Clarineta” – com a execução do medley O Rei do Swing (vários autores).

O repertório da apresentação, que tem entrada franqueada ao público, inclui ainda as seguintes composições: Chester Overture (William Schuman), Malagueña (Ernesto Lecuona) e Gabriel’s Oboe (Ennio Morricone), esta última com solo de corne inglês do músico da Banda Sinfônica George André.

Aberto ao público
Mais informações: 3355-6890
(Sede da Banda Sinfônica)

domingo, 18 de agosto de 2013

John Dowland (1563 - 1626): Songs from Book of Songs or Aryes I

Já está disponível para download o álbum do tenor Pedro Martins e do violonista Bruno Oliveira. Baixe aqui.

Ficha técnica

Pedro Martins - tenor
Bruno Oliveira - violão
---
Priscila Gama - soprano em #5
Marcelo Cabral de Mello - tenor em #5

Gravado entre setembro e outubro de 2012 no estúdio de audio da AESO - Faculdades Integradas Barros Melo.


Captação e gravação por Rogério Samico e Roberta Marques. (Este projeto foi contemplado pelo edital de audio da AESO).
 

Mixado e masterizado por Leo D. no Estudio Mr. Mouse.
 

Agradecimentos especiais: Rodrigo del Pozo e Marília Vargas
 

Foto - Thiago Gouveia
Layout e design da capa - Wagner Augusto
Produtor executivo - Thiago Salomão
Promovido por Paulo Poncy

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Sinfonia narrada

Parece piada, e é, mas os comentários em tom esportivo nesta execução do primeiro movimento da Quinta de Beethoven são verdadeiras, do ponto de vista musical. Principalmente para se ter noção da aplicação da forma sonata em uma sinfonia e das modificações bem particulares que o compositor alemão se permitiu.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Sonatas e outras Follias‏



Na música antiga, a follia é uma forma de escrita musical onde compositores utilizam uma sucessão de acordes que formam uma linha melódica de baixo (tocada pelo cravo e o violoncelo) que se repete, com pequenas variações que aos poucos "se aquecem" ritmicamente. Esta deixa uma grande margem de liberdade aos intérpretes das linhas melódicas mais agudas (como a flauta e o violino), chegando a grandes demonstrações virtuosísticas.

A follia guarda um caráter de improvisação onde os músicos exploram todo um leque de afetos podendo passar pela euforia, fúria, melancolia ou alegria para expressar-se artisticamente. A origem desta dança é ibérica e foi mencionada pela primeira vez em 1511 no Auto da Sibilla Cassandra, de Gil Vicente, onde ele inclui a letra de uma folia cantada. Um século depois, em 1611, Sebastian de Covarrubias, no Tesoro de la lengua castellana, a define fazendo alusão ao êxtase provocado por este rítmo :

é uma certa dança portuguesa, muito barulhenta; (...) e é tão grande o ruído e o som tão apressado, que parecem estar uns e outros sem juízo. E assim deram à dança o nome de folia, da palavra toscana ‘folle’, que sgnifica oco, louco, insano (...).

Um dos maiores exemplos barrocos de virtuosismo é a Follia de Corelli, escrita originalmente para violino e transcrita para flauta doce ainda no século XVIII. A flauta doce era considerada como instrumento solista por excelência, assim como o violino, e esta transcrição é mais uma prova do grande prestígio que este instrumento gozava no período.


Ela será interpretada pela flautista pernambucana Rosangela de Lima, radicada na França há 13 anos. Mestre em música e musicologia pela Universidade de Paris - Sorbonne, recebeu os Premiers Prix de flauta doce (com unanimidade e felicitações da banca examinadora), flauta transversa barroca e música de câmara. Ela leciona na França, onde atua como intérprete em vários grupos especialistas da música antiga.

Durante o período de férias de verão europeu ela aproveita a estadia para reencontrar amigos e manter viva a tradição em música antiga no Estado de Pernambuco. Participarão também do concerto Viviane Pimentel (violino) e Andréia Rocha (cravo), professoras do Conservatório Pernambucano de Música que se dedicam ao repertório antigo e Michele Pimentel (violoncelo), que mora na Sérvia e atua como violoncelista na Orquestra Sinfônica de Montenegro.




Grupo Temperamentos

Rosangela de Lima – flautas doce e tranversa barroca
Viviane Pimentel – violino
Michele Pimentel - violoncelo
Andréia Rocha de Andrade - cravo

***
 
Concerto de Música Antiga
Sonatas e outras Follias
 
Grupo Temperamentos - Rosangela de Lima
Sexta-feira, 16 de Agosto 2013, às 20h
Convento de São Francisco - Olinda
Entrada gratuita

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Ordem DeMolay - vídeo institucional

Semana passada postei um texto sobre um fundo de filantropia destinado a projetos culturais, esportivos, filantrópicos e artísticos, para incentivo de projetos desenvolvidos em parceria entre a Ordem DeMolay e entidades da sociedade civil. Para quem não conhece a instituição, foi preparado esta semana um vídeo institucional para maiores informações.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Malas prontas para a Mimo

Acabei de ser convidado para integrar a equipe de imprensa da Mimo, pelo sétimo ano seguido. Comecei em 2007, cobrindo os concertos do festival para o site, e assumi o Blog da Mimo quando ele foi criado, em 2009. Agora, passo a escrever críticas, resenhas e entrevistas direto para o portal Movimento Mimo. Fiquem de olho a partir da semana que vem.

Grande Oriente de São Paulo (GOB) oferece curso com o maestro Olivier Toni

O curso de introdução à cultura musical se inicia no dia 03 de setembro em São Paulo. Para se inscrever, confira as instruções.


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Homenagem a Josefina Aguiar

Grupo de dança pernambucano ganha prêmio da Funarte por coreografia em homenagem à falecida pianista recifense.

Aproveitem e confiram o resultado do programa de Intercâmbio e Incentivo Cultural do MinC para o mês de agosto.

Grupo de câmara apresenta obras modernistas no MCB

Em todos os domingos de agosto, o projeto Música no MCB leva ao Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura, uma programação musical de qualidade e gratuita, sempre às 11h. No segundo domingo do mês, dia 11, o grupo de câmara Novas Tendências apresenta peças modernistas, consagradas e inéditas do repertório brasileiro. O projeto Música no MCB receberá ainda em agosto o quinteto Café Tango tocando Astor Piazzolla, no dia 18, e o duo de flauta e violoncelo Celina Charlier e Flávio Pellegatti encerra o mês recebendo a cravista Regina Schlochauer no recital “Domingo com Bach”, no dia 25.

Com dois pianos no palco, os músicos Ricardo Abrahão e Rodrigo Vitta se apresentarão no MCB acompanhados pelos percussionistas Roberto Saltini, Douglas Maiochi, Matheus Marques e Giba Favery, além de um violoncelista. Novas Tendências foi criado no final da década de 90 por Abrahão e Vitta, que desenvolveram um repertório novo contemporâneo até 2002 com o apoio de flauta, sax alto, trombone e contrabaixo. Agora, os músicos se reencontram para a apresentação de um repertório que abrangerá de Heitor Villa-Lobos, Erik Satie e Ney Rosauro a composições próprias com influência do período que reverenciam.

Música no MCB
Em sua 14ª edição, o projeto Música no MCB já beneficiou mais de 200 mil pessoas, que tiveram acesso gratuitamente a apresentações de nomes importantes da música brasileira, como Zimbo Trio, Orquestra Bachiana, Mutrib, entre outros grupos, em formações camerísticas e solo, populares e eruditas. Nesse período, foram curadores da programação musical do MCB os maestros Julio Medaglia e João Carlos Martins, além dos pesquisadores e músicos Carlinhos Antunes, Benjamin Taubkin, Antônio Nóbrega e Magda Pucci. Os shows acontecem sempre aos domingos às 11h, de março a dezembro, e são gratuitas.


SERVIÇO:
Música no MCB

AGOSTO
4/08 - Bandinha Popular – “Choros e Maxixes”
11/08 - Novas Tendências – Grupo de Câmara
18/08 - Café Tango toca Astor Piazzolla
25/08 - Celina Charlier, Flávio Pellegatti e Regina Schlochauer – “Domingo com Bach”


Dia e Horário: Domingo, sempre às 11h
Entrada gratuita

Local: Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano
Tel.: (11) 3032-3727

Acesso a pessoas com deficiência / Bicicletário com 20 vagas
Estacionamento pago no local

Visitas orientadas: (11) 3032-2564 / agendamento@mcb.org.br

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Ordem DeMolay subvenciona projetos culturais e filantrópicos sustentáveis

O Fundo Nacional de Filantropia da Ordem DeMolay, criado em 2012, destina anualmente 50 mil reais a ações culturais, esportivas, sociais e filantrópicas promovidas por Capítulos (núcleos) da Ordem DeMolay em conjunto com entidades da sociedade civil.

Para tanto, os Capítulos precisam fechar parcerias com tais entidades e apresentar um projeto à Comissão Nacional de Filantropias do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil, sediado no Rio de Janeiro. O projeto deve conter os seguintes itens:

I - Capa;
II - Apresentação;
III - Objetivos;
IV - Justificativa;
V - Atividades previstas;
VI - Recursos;
VII - Sustentabilidade;
VIII - Cronograma;
IX - Avaliação do projeto.

No item "avaliação", os seguintes aspectos devem ser levados em conta:

I - Impacto social: efeitos que os resultados almejados pelo projeto podem causar na comunidade.
Serão tidos como indicadores, para aferição de nota, o número de pessoas beneficiadas, a justificativa quanto ao público-alvo almejado, a contextualização do problema enfrentado e a sustentabilidade e duração dos resultados após a execução do projeto

II - Inovação e empreendedorismo: iniciativa de propor e implementar soluções novas e criativas para determinado problema. Serão tidos como indicadores, para aferição de nota, a criação de ferramentas e a atuação em áreas diferentes do assistencialismo, como o fomento à cultura, educação, saúde, geração de trabalho e renda, entre outros aspectos correlatos;

III - Protagonismo juvenil: atuação dos jovens como personagem principal de uma iniciativa, atividade ou projeto voltado para a solução de problemas;

IV - Gestão compartilhada: método de execução do projeto que priorize as ações e decisões colegiadas, fomente o espírito de equipe e envolva o maior número possível de jovens;

V - Capacidade de implementação: avaliação das chances reais de êxito, adotando como indicadores: o grau de dificuldade do projeto, o volume de recursos necessários – materiais e humanos, os riscos e o histórico do Capítulo em realizar atividades sociais, culturais ou filantrópicas similares.

Em caso de aprovação, o Fundo Nacional de Filantropias financiar, no máximo, 50% (cinquenta por cento) dos custos de execução do projeto, ficando a cargo da entidade beneficiada a responsabilidade pela integralização dos recursos necessários.

O repasse dos recursos destinados à execução dos projetos aprovados é feito após celebração de convênio entre o Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil e a entidade beneficiada, e por transferência bancária exclusivamente em favor de associados e membros regulares do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil.

O convênio firmado por escrito imputa à entidade beneficiada com os recursos do Fundo Nacional de Filantropias a obrigação de prestação de contas, de divulgação da origem dos recursos e de apresentação de um relatório da execução do projeto, com fotos e/ou vídeos das atividades realizadas, para publicação no portal, nas redes sociais e divulgação em eventos do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil

As entidades beneficiadas recebem a minuta do convênio por e-mail e devem remetê-la assinada e com firma reconhecida para a sede do Supremo Conselho. Uma entidade da sociedade civil também pode procurar um Capítulo que esteja apto a trabalhar em conjunto e a preparar um projeto.

Em Pernambuco, existem Capítulos DeMolay nas cidades de Petrolina, Araripina, Cabrobó, Águas Belas, Tupanatinga, Arcoverde, Pesqueira, Afogados da Ingazeira, Ibimirim, Vitória de Santo Antão, Gravatá, Timbaúba, Cabo de Santo Agostinho, Olinda e Recife.

A Ordem DeMolay (pronuncia-se "demolei") é a maior fraternidade juvenil do mundo e funciona sob os auspícios da Maçonaria. Fundada em 1919 em Kansas City, nos Estados Unidos, chegou ao Brasil em 1980 por intermédio de Alberto Mansur e hoje atua em todos os estados brasileiros, tendo iniciado mais de 100 mil membros. Destinada a jovens do sexo masculino entre 12 e 21 anos incompletos, seu objetivo é a formação de líderes que respeitem seus três baluartes principais: liberdade civil, liberdade religiosa e liberdade intelectual.

Contatos
- Victor Menezes, Mestre Conselheiro Estadual (Presidente do Gabinete Estadual de Liderança Juvenil) de Pernambuco: victor.vet.dm@hotmail.com
- Yan Walter, Mestre Conselheiro Nacional: mcn@demolay.org.br

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Opera Studio realiza recital de encerramento


Os alunos participantes do II Opera Studio do Recife realizam, nesta quarta-feira, dia 07 de agosto, no Salão Nobre do Teatro de Santa Isabel, o recital de encerramento do curso, ministrado durante julho e agosto deste ano. A entrada é gratuita e a apresentação começa às 20h.

O curso, que está em sua segunda edição, tem caráter pioneiro no Estado e é voltado para cantores líricos e pianistas que já possuam um nível avançado em sua carreira - a finalidade é o aperfeiçoamento de técnicas como voz, postura e a própria história da ópera.

Os professores Marcelo Ferreira, Tatiana Aguiar, Vitor Philomeno e Marcello Cormio formam o corpo docente do curso, que é oferecido gratuitamente para os participantes, graças ao incentivo do Funcultura/Governo do Estado de Pernambuco e do apoio do Conservatório Pernambucano de Música.

Os ingressos serão distribuídos a partir das 18h, no dia da apresentação e na bilheteria do próprio teatro e a quantidade está restrita à lotação do espaço. Os portões abrem às 19h30 e a apresentação começa às 20h.

O Opera Studio é uma realização da Jaraguá Produções e é coordenado pelo barítono Marcelo Ferreira, com incentivo do Funcultura e Governo de Pernambuco e apoio do Conservatório Pernambucano de Música.

Serviço
Recital de encerramento dos alunos do "II Opera Studio do Recife"
Quando: Quarta-feira, 07 de agosto, às 20h
Onde: Salão Nobre do Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio, Recife)
Entrada gratuita (senhas distribuídas na bilheteria, a partir das 18h)
Informações: (81) 3032 3184 (Jaraguá Produções)

Raquel Monteath | Imprensa e produção de conteúdo. www.corujas.rec.br | @corujasrec

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Destaques

Há uns quinze dias tive a oportunidade de ler uma edição de Imprensa pela primeira vez. Recebi um exemplar ao participar de um debate que a revista promoveu sobre jornalismo científico durante o encontro anual da SBPC na UFPE e fiquei satisfeito em saber que existe uma publicação periódica (e bem antenada) voltada à classe jornalística.

Os destaques da edição de julho foram os seguintes:

- Como continuar sendo jornalista hoje em dia? Isto é, quais os focos de mercado após a retração provocada pelas demissões em massa nas redações (maiores do que nunca este ano em São Paulo) - frutos, principalmente, da migração de verbas de publicidade para veículos de comunicação online.

- Por que a PM passou a tratar a imprensa com violência e hostilidade nos protestos realizados este ano em todo o Brasil, quando antes havia colaboração mútua?

- Como as religiões se veem na imprensa, conforme a opinião de alguns de seus representantes (um judeu, um anglicano, um católico, um umbandista e uma espírita)?

- Recomendações e conselhos para evitar processos judiciais.

Achei os temas tratados muito pertinentes e a abordagem sóbria, sem rodeios desnecessários.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Grandes Poetas, Grandes Canções‏

O recital Grandes poetas, grandes canções, com Adélia Issa e Ricardo Ballestero, está de volta em São Paulo.


quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Festival Internacional de Violoncelos‏


Unir música clássica e responsabilidade social, essa é a proposta do Rio International Cello Encounter, promovido pela Globo, entre os dias 1º a 11 de agosto no Rio de Janeiro, Região dos Lagos e Volta Redonda. Em sua 19ª edição, o festival internacional de violoncelos deve atrair um público de aproximadamente 15 mil pessoas. Para isso, vai contar com uma programação totalmente gratuita com mais de 30 apresentações, workshops e masterclasses, que são aulas de música para iniciantes com os melhores profissionais da área.

A abertura do festival será no dia 1º de agosto, ao meio-dia, com uma apresentação que mistura música clássica e dança na estação ‘Carioca’ do metrô. Ações sociais também fazem parte do evento conhecido por motivar a integração por meio da música.

Para tornar o processo de criação mais divertido, apresentações com violoncelistas acontecerão ao longo do curso, que acontece no dia 9 de agosto, às 10h. As obras criadas pelos alunos serão vendidas pelos artistas e o dinheiro arrecadado será destinado a projetos sociais do Rio Cello. Já as Orquestras de Cordas de Sururu de Niterói e de Volta Redonda e a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, ao longo do evento, passarão por workshops com músicos do festival, como forma de estimular e desenvolver o potencial artístico dos integrantes.


Outro destaque será a apresentação do Grupo Rota, companhia de dança de São Gonçalo (RJ), que trabalha com quarto bailarinos cadeirantes e 14 não-cadeirantes. Para o festival, o Grupo interpretará o espetáculo ‘Nocturne’ nos dias 2 e 3 de agosto, às 19h, na Caixa Cultural, Centro do Rio. Em uma iniciativa inédita no país, o Rio Cello realiza o 1° Concurso Internacional de Violoncelos, que revelará talentos brasileiros e estrangeiros da nova safra de violoncelistas. O concurso, que já está com suas inscrições encerradas, tem competidores entre 13 e 30 anos.

O calendário de eventos ainda conta com uma homenagem ao maestro Nelson Nilo Hack, no dia 4 de agosto, às 16h, na Igreja da Cinelândia, e um concerto com seleção de músicas norueguesas, no dia 11, às 11h, no Parque Lage. O Rio Cello foi criado no ano de 1994, em homenagem ao maestro Heitor Villa-Lobos, e é considerado um dos maiores festivais de música clássica do Brasil.

SERVIÇO
19º Rio International Cello Encounter
1º a 11 de agosto de 2013
Entrada Gratuita (exceto no concerto beneficente)
Livre para todos os públicos

Informações: (21) 2235-0208 / riocello@riocello.com
Veja a programação completa em www.riocello.com

Mais informações:
Textual http://www.textual.com.br